Pages

Assista A Introdução

quinta-feira, 3 de junho de 2010

GOL NUMERO 1907







Não é mais um gol Brasileiro
Tão menos motivo para orgulho nacional
As dezesseis e cinqüenta e seis um choque fatal
Cento e cinqüenta e quatro vidas próximas do final




No Legacy se ouve:
Que diabos foi isso????

No Gol em desespero é dito:
Ai meu Deus do ceu, ai meus Deus!
Mayday mayday mayday




Transponder desligados Tcas também
Trinta e sete mil pés é terra de ninguém
Vinte e nove de setembro nunca mais será o mesmo
Enquanto não houver transparecia e dela uma conseqüência



Depois de algum tempo cinco pessoas estão felizes
Pousaram sãos e salvos na base da serra do cachimbo
Que não seja desrespeito!
Mas sabemos quem é que no fim ficou com a "parte" do "fumo"




A Aeronáutica sabe de quem foi a culpa
O governo Brasileiro sabe de quem é a culpa
A consciência do piloto e co-piloto sabem de quem é a culpa
A culpa é de quem ?
A culpa é de quem ?




Mas eles recebem aplauso a serem recebidos em solo Americano
Porque Americanos mesmos errados estão certos
E para honrosos heróis só faltou-lhes as medalhas
no peito




Vamos coroar a impunidade
E nossa lei Brasileira que adora
Prender ladrões de galinhas




Se o acidente fosse em Área estrangeira
E o piloto brasileiro
Sua cabeça decapitada estaria ao lado da guilhotina




Não é querer justiça com as próprias mão
Não é querer conflito internacional
É apenas questão de bom senso
Onde se sabe a verdade e se cumpre a lei

Pois nestes princípios de impunidades
Ninguém pode, nem merece ser coroado rei
Mas infelizmente daqui a algum tempo
Tudo isto será apenas mais um dos tantos
Bateau Mouche

ANDERSONSC








2 comentários:

Valéria Sorohan disse...

Nosa, Você fotografou a realidade muito bem. Isso é maravilhoso numa época em que o cotidiano nos torna incensíveis.

BeijooO'

Nina da Cidade disse...

Olá:)

Quero deixar aqui um profundo agradecimento por todos os teus comentários. És sem dúvida o meu seguidor preferido!:)

Demonstras uma imensa sensibilidade ao entenderes o que as minhas palavras por vezes não dizem;)
Mas por vezes é bem melhor assim...

Um beijinho no teu coração

Nina